Esta é a segunda parte das nossas Dicas para conciliar trabalho, estudo e musculação. Se você perdeu a primeira parte, é só clicar aqui.

Conciliar trabalho, estudo e musculação parece uma tarefa difícil. Mas calma! Porque só parece! Como você leu na primeira parte do tempo, é possível organizar o dia para conciliar as três tarefas (ou duas, se você não estuda… Ou não trabalha). No texto anterior, você também leu sobre quais são os melhores horários para fazer musculação (os prós e contras de cada horário).

Nesta segunda parte, você irá descobrir mais sobre como organizar a sua rotina para conciliar todos os compromissos e não atrapalhar seu desempenho. Lembre-se: falta de tempo não pode ser desculpa para atrapalhar os seus objetivos! E se você tem objetivos, tem que correr atrás deles. E se empenhar nessa tarefa!

 

Dicas para conciliar a musculação com a faculdade e o trabalho

Faça um planejamento de horários

Para entender melhor como fazer isso, leia a primeira parte deste texto. Clique aqui.

 

Escolha o local certo da academia

O local da academia pode mudar o seu desempenho no treino. Afinal, você pode ganhar tempo ou perder tempo, de acordo com o percurso até a academia. Para escolher o lugar leve em consideração:

  • Horário do treinamento: Se for depois das aulas, por exemplo, escolha um lugar próximo à faculdade ou escola.
  • Chuveiro na academia: É importante que a academia tenha infraestrutura para banho. Principalmente se você for treinar antes do trabalho ou estudos.
  • Transporte: Pense no tempo que leva ir da sua casa, do seu trabalho ou da sua faculdade para a academia. Compensa?
  • Lugar que você se sinta à vontade: Seus dias serão uma maratona. Opte por lugares que você se sinta bem. Ir com amigos pode ser uma boa sugestão.
  • Qualidade da academia: Se você for investir, verifique se a academia tem qualidade e atende aos seus horários. Há academias que funcionam até de madrugada, por exemplo.

 

Siga as regras da sua agenda

A rotina é fundamental para os treinos. Por isso, siga rigorosamente o que você decidiu para seu dia a dia. Não falte nos treinos (nem nas aulas, e muito menos no trabalho!). Evite burlar as regras da rotina, isso fará seu corpo se acostumar com os horários e se adaptar.

 

Treinar em casa?

É cada vez mais comum as pessoas treinarem em casa. Veja quais são as vantagens:

  • Redução de alguns custos (mensalidade da academia e transporte)
  • Economia de tempo (não é mais necessário se locomover até à academia)
  • Melhor adaptação à sua rotina

 

Entretanto, há desvantagens. Como:

  • É preciso investir em aparelhos e equipamentos
  • É preciso contratar um profissional (personal trainer)
  • Pode dar ainda mais preguiça, já que em casa há mais distrações como a televisão, as tarefas domésticas, a internet e o sofá!

 

Se você está pensando em treinar em casa, veja as dicas a seguir:

  • Consulte um profissional: ele irá passar todos os equipamentos e aparelhos necessários para você concluir os treinos com eficiência.
  • Compre aparelhos de qualidade
  • Preocupe-se com a manutenção dos aparelhos
  • Tenha o acompanhamento de um profissional

 

Treinar em casa pode ser uma boa opção para quem tem pouco tempo. Mas, mesmo assim, é fundamental ter muita disciplina e muito foco!

 

E treinar em praças?

Muitas pessoas, preferem treinar em lugares ao ar livre. Veja quais são as vantagens de treinar em praças públicas:

  • É de graça
  • Melhor qualidade de vida
  • Paisagens agradável
  • Economia de tempo para transporte (se a praça for perto da sua casa)

 

Desvantagens:

  • Nem sempre a infraestrutura é adequada
  • Pode ser perigosos treinar durante a noite
  • Nem sempre há uma praça com aparelhos perto de casa

 

A escolha por treinar em praças depende do objetivo da pessoa. Para treinos mais específicos é importante procurar uma academia, com equipamentos de alta tecnologia.

 

Full Body Training

Full Body Training é uma divisão de treinos ideal para quem tem pouco tempo no dia a dia. Consiste em três dias de treinos e quatro dias de descanso (intercaladamente). O método dos Estados Unidos da América, é cientificamente comprovado como eficiente.

Confira o programa:

  • Dia 1: Full body (agachamento, flexão de joelhos, supino, paralelas, barra fixa por frente, tríceps testa, rosca com barra, elevação dos ombros com barra, abdominal “crunch”)
  • Dia 2: Descanso
  • Dia 3: Full body (levantamento terra, extensão de joelho, supino com halteres, desenvolvimento sentado com barra, flexão plantar sentado, tríceps com polia alta, rosca apoiada, rosca com pegada reversa, elevações parciais de pernas)
  • Dia 4: Descanso
  • Dia 5: Full body (leg press, remada, terra stiff, desenvolvimento/supino inclinado, crucifixo, pull-over com halter, rosca martelo, elevações dos ombros com halteres, abdominal )
  • Dia 6: Descanso
  • Dia 7: Descanso

*Esse programa foi extraído da revista Musculação & Fitness edição 99 – página 30

Em cada dia de treinamento, a pessoa fará um treino diferente. Dessa maneira, é possível exercitar todos os músculos.

Para organizar os treinos, é importante consultar um profissional. Os treinos devem ser adaptados de acordo com os objetivos pessoais. Lembre-se que este texto não substitui uma consulta com profissional da área, converse com o treinador.

 

Ebook Metabolic Diet