Na última década, o catarinense Eduardo Corrêa foi figura de destaque em inúmeras competições nacionais e internacionais de bodybuilding. Mais do que participar ,ele coleciona muitos títulos e boas colocações, o que fez com que ganhasse respeito e admiração de atletas e fãs desse esporte.

Na infância e adolescência, Corrêa adorava futebol, tanto que chegou a jogar num time. Para melhorar seu preparo físico, entrou numa academia e começou a treinar com pesos. Em pouco tempo, sua dedicação ao culturismo virou uma paixão, fazendo com que o futebol perdesse um jogador, mas em compensação, o bodybuilding ganhasse um campeão.

Desde o começo, Corrêa chamava atenção por seu tamanho, volume e força.
No inicio ,participou de campeonatos de powerlifting, esporte em que foi campeão brasileiro e recordista na categoria Junior. Já no fisiculturismo, seu primeiro titulo foi aos 19 anos, em um campeonato estadual. No ano seguinte foi campeão brasileiro e Mr. Universo,NABBA,entre outros..Mas isso era  só o começo.

Apesar de todas as dificuldades para ser um atleta de bodybuilding no Brasil, Corrêa conseguiu superar diversos obstáculos para poder participar de competições internacionais. São muitas conquistas e ótimas colocações. Em competicões profissionais foi vencedor em 2009 no IFBB Pittsburgh Pro 202 lbs, 3º lugar em 2009 e 20110 no Mr. Olympia 202 lbs, Vencedor em 2010 do Euroa Show of Champions, ente outros.

Em termos de competições amadoras, Corrêa também segue colecionando feitos: vencedor em 2006 do campeonato Sul-americano, ainda em 2006 ,foi 2º lugar no Campeonato mundial e campeão do mesmo torneio no ano seguinte.


Em 2008, venceu o MD Cyber Classic e o Arnold Classic Amateur. O sucesso durante tantos anos na carreira pegou até mesmo Corrêa de surpresa. ” De maneira alguma esperava ir tão longe. Ser atleta no Brasil é muito difícil, ainda mais por se tratar de uma modalidade pouco popular como o bodybuilding”. Afirma.
Em 2016 ele foi mais uma vez buscar o titulo da categoria 212 lbs Foi seu sétimo Mr. Olympia, ficou em quarto, posição que o mantém dentro dos top 5 da categoria.

Como todo mundo, Corrêa tem seus ídolos e faz questão de citá-los. ” São vários,cada um me motiva de alguma forma, Quem não fica com vontade de treinar vendo os vídeos do Tom Platz, Dorian Yates, Jay Cutler, C, Colleman, entre outros”…